Skip to content

Experiência com Software Livre na Guarda Civil de Guarujá será estendida à prefeitura do município

7 de maio de 2010

Seguir normas e determinações é uma rotina comum às atividades exercida pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarujá e isto ocorre tanto nas ações operacionais como administrativas. Por seguir esta conduta, em 2007, o Setor de Informática da Guarda, se adequando a uma norma municipal, foi padronizado com softwares livres [entre eles, BrOffice.org] e, agora, servirá de modelo para o mesmo procedimento, que será estendido a toda a Prefeitura. A avaliação positiva do trabalho realizado pelo Setor de Informática da GCM foi feita pela empresa Inovata, contratada pela Prefeitura para padronizar toda a infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) utilizada pelo Executivo, instalando sistemas operacionais e programas livres. A mudança para este tipo de software reduz os custos de manutenção dos equipamentos, já que não exige o pagamento de licenças de uso, bem como apresenta menor incidência de problemas, evitando sobrecarga de trabalho aos técnicos do setor de TI. A empresa, além de padronizar os equipamentos, verificando qual tipo de processador, memórias e outros periféricos devem ser utilizados, tem como objetivo promover a migração do atual modelo de sistema operacional – parte dos computadores da Prefeitura utiliza Windows – para Linux. Nesse sentido, o trabalho já desenvolvido pelo Setor de Informática da GCM se tornou referência, já que desde 2007 seus computadores trabalham com softwares desta natureza, como o Linux e o BrOffice.org. No relatório elaborado pela empresa, que relaciona todas as recomendações para padronizar o Setor de Informática, a padronização dos computadores da GCM é dada como exemplo. “O uso do BrOffice.org, combinando com Linux, tem funcionado bem na Guarda Civil, viabilizando as operações”. Além disso, a empresa destaca que a mudança nos sistemas operacionais e na utilização de programas de edição de texto, planilhas, por exemplo, atende a uma determinação do Governo Federal. “O Governo Federal propõe o uso de software livre e a aderência a padrões federais pode facilitar a participação da Prefeitura em projetos relacionados a TI, em função de seguir a interoperabilidade recomendada. Diante deste cenário, não vemos restrições no uso do sistema operacional Linux, que não tem custo de aquisição”, descreve o relatório. O documento cita ainda que a experiência bem sucedida do BrOffice pela GCM, aliada a recomendação de interoperabilidade do Governo Federal, são elementos que confirmam o que já é determinado pela norma de utilização de recursos de informática, vigente na Prefeitura desde 2007, que, no capítulo II, determina como padrão a utilização do OpenOffice.org para editor de texto e planilha eletrônica, bem como a produção de apresentações. As avaliações da empresa corroboram com a opinião do responsável pelo Setor de Informática da Guarda, o GCM Rogério, para quem a padronização reduz o tempo perdido dando suporte a usuários, já que a incidência deste tipo de problema é bem menor.

Fonte: http://www.broffice.org

Anúncios

From → Diversos

One Comment
  1. Linklinux permalink

    Wow software livre é a melhor coisa já criada pelo homem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: